Engenharia de Segurança do Trabalho - 2/2018

Duração

1 ano e 8 meses

Início do Curso

Setembro 2018

Número de Vagas

30 vagas

Periodicidade

Quinzenalmente

Sexta-feira: 18h10h às 22h30

Sábado: 8h00 às 12h20 e das 13h30 às 17h50

Carga Horária

605h

Investimento

20 x R$695,00 Verificar política de descontos

INSCREVA-SE


A Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho é um complemento significativo para os profissionais de Engenharia e Arquitetura. Estes profissionais após a conclusão da especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho estabelecem uma vantagem competitiva, visto possuírem uma habilitação a mais junto ao Sistema CONFEA/CREA e CAU, ou seja, além da habilitação legal obtida pela graduação, soma-se a um leque enorme de atividades que poderão exercer, de forma exclusiva, com o novo título profissional.

A necessidade de se conhecer sobre os acidentes do trabalho, bem como às formas efetivas de prevenção, vêm crescendo gradativamente em todo o mundo, dado aos infortúnios que os acidentes causam a todos os segmentos da sociedade. Isto leva à busca por profissionais habilitados e capacitados na área de segurança e saúde no trabalho, seja pelo cumprimento da legislação vigente sobre segurança e medicina do trabalho do país, seja pelos benefícios que a ausência de acidentes do trabalho proporciona às empresas e à sociedade como um todo. Assim, o Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho é o profissional que preenche todos os requisitos técnicos necessários ao anteriormente exposto.

No Brasil, considerando-se o âmbito das empresas, há a necessidade da contratação de profissionais especializados em Segurança do Trabalho, quando enquadradas no Art. 162 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que estabelece a obrigatoriedade das empresas a manterem serviços especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho.

Com a criação do Fator Acidentário de Prevenção (FAP) em 2009, visando estimular a otimização dos trabalhos de conservação e preservação do ambiente e atividades laborais, a fim de evitar a existência ou aumento de acidentes do trabalho, as empresas com mais acidentes e acidentes mais graves em uma subclasse CNAE passarão a contribuir com um valor maior, para o Risco de Acidentes do Trabalho (RAT) enquanto as empresas com menor acidentalidade terão uma redução no valor de contribuição.

Assim, as empresas precisarão estar estruturadas quanto às formas de prevenção e controle dos acidentes para poderem se beneficiar das reduções das alíquotas do RAT.

Outro aspecto motivador, ao especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho, relaciona-se à busca, pelas empresas, de um Sistema Integrado de Gestão onde a Segurança e Saúde no Trabalho inserem-se como um elo imprescindível, na cadeia da qualidade e da preservação ambiental.

Público Alvo (pré-requisito)

Dirigido, exclusivamente, aos graduados em Engenharia e Arquitetura.

Elementos de destaque do curso

- O Corpo Docente foi composto considerando a experiência didática e profissional dos professores, conforme a exigência de cada disciplina, que permite aos professores levarem para a sala de aula exemplos de situações vivenciadas no dia a dia de suas atividades proporcionando ao aluno associar teoria e prática, já na sala de aula, conferindo-lhe maior confiança para o futuro exercício profissional.

- A distribuição das aulas foi criteriosamente estudada de forma que as 14 disciplinas que compõem o curso tivessem um entrelaçamento relacionado às suas interdependências características. Esse critério, diferenciado, permite ao aluno assimilar gradualmente os assuntos de forma correlacionada às diversas disciplinas proporcionando uma visão global da Engenharia de Segurança do Trabalho.

- O curso de Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho da PUC Poços está devidamente cadastrado no CREA/MG e no CAU, permitindo ao profissional obter o respectivo Registro Profissional, imediatamente após a emissão do certificado de conclusão do curso pela PUC.

Estrutura Curricular