quinta, 19 de maio / 2022

Renda obtida a partir dos materiais descartados será revertida ao Gaapo, que presta assistência a pacientes com câncer 

A partir desta quinta-feira, 19 de maio, a população de Poços de Caldas passa a contar com sete novos pontos de coleta de lixo eletrônico na cidade, todos localizados no Campus da PUC Minas. Por meio de uma parceria com a empresa Level Green, especializada em logística reversa de eletrônicos, a Universidade oferece à população a oportunidade de descartar esses materiais de maneira sustentável, sem danos ao meio ambiente e com importantes contribuições sociais. 

Celulares, computadores, notebooks, tablets, impressoras, cartuchos, monitores, televisores, CDs, DVDs e eletrodomésticos variados (como máquina de lavar, microondas e aspirador de pó, por exemplo) são alguns dos materiais que, uma vez defasados, tornam-se lixo eletrônico. Sem saber como descartar esses utensílios, muitas pessoas acabam por acumulá-los em casa ou jogam fora junto ao lixo comum, provocando impactos ambientais nocivos e desperdício de componentes que poderiam ser reciclados e reutilizados. 

Dos sete pontos de coleta que estão sendo instalados na PUC Minas Poços de Caldas, dois são de grande porte, instalados nos Prédios 1 e 2. Os demais, com tamanho intermediário, estão distribuídos por pontos variados do Campus. Todos eles são abertos não só à comunidade acadêmica, mas também ao público externo. 

Toda a renda obtida a partir da coleta de lixo eletrônico no Campus será revertida para o Grupo de Apoio e Assistência ao Paciente Oncológico (Gaapo), em Poços de Caldas. A entidade realiza um importante trabalho de acolhimento a pessoas com câncer, buscando atender suas demandas durante o tratamento. Esta ação institucional da PUC Minas está ligada também ao setor de Extensão do Curso de Medicina. 

“A PUC Minas, preocupada com a sustentabilidade e com o bem-estar da comunidade de Poços de Caldas, entende que esta ação é importante por atingir dois pontos de grande relevância: a questão ambiental, garantindo que os equipamentos eletrônicos descartados recebam tratamento adequado, e a questão da arrecadação de fundos para o Gaapo, que tem feito um trabalho brilhante”, ressalta o professor Fabiano Costa Teixeira, envolvido no projeto. 

Dados da Pesquisa Resíduos Eletrônicos no Brasil, divulgada em outubro de 2021 e realizada pela Green Eletron (conforme noticiado pela Agência Brasil), apontam que o país é o quinto maior gerador de lixo eletrônico no mundo. Estima-se que 87% da população já tenha ouvido falar em lixo eletrônico, mas o estudo demonstra que um terço das pessoas acreditem que o conceito esteja relacionado ao meio digital (spam, e-mails etc.). A compreensão acerca dos itens que se enquadram como lixo eletrônico muitas vezes é equivocada, por isso a conscientização é fundamental. 

“É muito importante a reciclagem do lixo eletrônico. Não é simplesmente lixo, uma vez que ele pode ser reutilizado, na perspectiva da economia circular. Para a nossa empresa, é uma satisfação inaugurar os coletores dentro da Universidade, o que pode servir de exemplo para toda a comunidade”, destaca Luiz Gustavo Tassi, diretor da Level Green Ambiental. 


Conecte-se a PUC          

Fale com a gente

Av. Pe. Cletus Francis Cox, 1.661 – Jardim Country Club
37.714-620 – Poços de Caldas – Minas Gerais

Telefone: (35) 3729-9200